4.6.05

Papo de Anjo - Rei Alberto



Aí estão dois doces que fazem parte de todas as memórias de minha infância.
Papo de Anjo:
D. Marlene, minha mãe, ficava horas batendo as gemas para que ficassem bem fofas e claras e pudessem absorver, depois de cozidas nas forminhas, todo a açúcar da calda.
O sabor continua sendo inesquecível.
Rei Alberto:
Era um doce certo em todos os aniversários.A combinação da gelatina com abacaxis em pedacinhos e o creme de ovos, é imbatível.
Lembro direitinho das taças cheias da mistura de rosa com amarelo guardadas na geladeira.
É estranho passar tanto tempo e a gente ter na memória o preciso sabor que têm esses doces.
As receitas, as receitas...

Papo de Anjo
Ingredientes
1 kg de açúcar cristal
1 litro de água
1 fava de baunilha
24 gemas
1 colher de chá de fermento
Modo de preparar
1. Numa panela coloque o açúcar, a água e a baunilha. Leve ao fogo e mexa até dissolver. Deixe ferver por 20 minutos até formar uma calda rala. Reserve;
2. Bata as gemas com o fermento durante 30 minutos até ficarem fofas e claras;
3. Coloque em forminhas pequenas de empadas, untadas com manteiga. Encha até a borda;
4. Asse em forno médio pré-aquecido, até dobrarem de volume e ficarem secos. Não deixe ficarem muito dourados;
5. Desinforme e fure um a um com um palito e coloque na calda. Deixe esfriar;
6. Coloque em compoteira e leve para gelar.
Rendimento: +/- 40 unidades

Rei Alberto
Deve ser feito com um dia de antecedência
Ingredientes
7 folhas de gelatina(5 vermelhas e 2 incolores)
1 lata de abacaxi em calda (ou pêssego)
8 claras de ovo
16 colheres sopa de açúcar
Doce de ovos e geleia de ameixa
Merengue para decorar

Modo de preparar
Bate-se as 8 claras para o merengue com o açúcar.
Pique-se o abacaxi, depois desmancha-se as gelatinas em água fervendo.
Mistura-se o abacaxi, depois as geletinas mexendo sempre.
Depois, o resto das frutas.
Leve a geleira
Sirva com ovos moles.

Ovos moles
300g de açúcar
1 1/2 copo de água
8 gemas
Faz-se uma calda em ponto de fio com a água e o açúcar.
Volte ao fogo
Depois junte duas colheres de chá de baunilha.

8 comentários:

Anônimo disse...

Olá Giacomo!
Realmente uma delícia os papos de anjos.
Segui a receita e deu tudo certo.
Agora o duro vai ser escapar da cozinha nos domingos.
Forte e gaúcho abraço!
Ricardo Pinto

PS.: aproveito essa 'doce' oportunidade para te convidar a visitar meu blog 'Temporal de Idéias'. O link é esse: http://temporaldeideias.blogspot.com
Vai lá e deixa os teus comentários,ok? :-)

Amanda Camargo disse...

oii...

gostaria de saber o pais de origem deste prato por favor ...e que lugar do brasil este prato é mais conhecido??
Me manda a responsta pelo meu e-mail
amandacamargo_95hotmail.com

muito obrigada

Amanda

Anônimo disse...

qual a origem das broinhas de fuba

Giovana disse...

Oiii esta receita do rei alberto não é a mesma da mãe, pelo que me lembre... até a foto esta diferente... beijosssss

Anônimo disse...

Oi. Giácomo, a Giovana tem razão, esta receita do Rei Alberto não é a da mãe. A dela é feita com gelatina em folha e os papaos de anjo, também tem um ingrediente que na receita, original, dela e do pai, que também fazia e, muito bem, e que me ensinou, nunca levou fermento e, depois de assados, não basta só colocar na calda, tem que ferver com ela um tempo!! bjo

Anônimo disse...

Olá, Giácomo!
Acordei hoje c/saudade de doces de infância Papo de Anjo,Rei Alberto e Zé Pereira(que só vó fazia). Achei seu blog,qdo a proucra pela net.
Amei achar conterraneo em terras distantes, como eu (Curitiba)postando coisas da terra (Pelotas/RGS).Incentivando o guardar das memórias.
Bjus no coração.
Elenice (twitter.com/eleniceginar)

Anônimo disse...

Olá Giácomo, sou pelotense e atualmente moro em São Paulo, que saudade destes docês maravilhosos de Pelotas, especialmente este que é meu preferido! Abraço! Cláudia

RECEITAS ANTIGAS disse...

Giácomo me desculpa mas este pudim Rei Alberto não é o verdadeiro.Se quiseres conhecer o verdadeiro Rei Alberto ,vai até o blog
www.pemoleque.blogspot.com